Falando Com Estranhos

Falando Com Estranhos

Naquele momento em que decidi ir embora novamente sabia que nada seria fácil e sentiria falta de tudo. Da minha família, dos meus cachorros, do meu conforto, da minha casa, da cama quente e macia, de poder falar e ser entendida por completo. Sentiria saudade, saudade até do que pensamos que é coisa boba, mas que depois sozinha se sente. Entendemos o que estava diante de nós e não víamos.
É muita coragem sair do seu país e ir em busca dos seus sonhos? Ficar longe da sua família e amigos? Ir para um lugar desconhecido, cultura diferente, costumes, idioma, ficar sozinha? É loucura? Sim, talvez seja … Nós nunca vamos entender todas as motivações que levam alguém a simplesmente ir embora.

Dentre tantos que conheci não cabe julgamentos, não cabe pequenez…

Talvez quem se arrisque a ir compreenda que loucura é não arriscar, é não tentar.

Nessas viagens se entregar ao desconhecido é um ato de coragem, acreditar e confiar na vida, nas pessoas é um ato de fé, é um aprendizado fantástico e que as vezes também machuca.

Essa história de não falar com estranhos só funciona quando você é criança e está na sua cidade junto com seus pais, segurando nas mãos deles e sendo balançada para cá e para lá… , porque ao viajar e se deparar com um mundo desconhecido e estar muitas vezes perdida, a sua obrigação é falar com estranhos. No avião, no aeroporto, no trem, no ponto de ônibus, na rua, em todos lugares estranhos para mim, mas que ali na minha frente tinha um outro alguém onde esse lugar não era tão estranho assim. Claro que não é bem assim, nem sempre você vai cruzar com pessoas dispostas a ajudar, mas com certeza muitos vão querer te ajudar, você vai cruzar com vários anjos e grandes mestres vão cruzar seu caminho. O inglês nem sempre vai te ajudar, em alguns lugares que estive as pessoas nem falam inglês… Nem eu falava… Encontrar desconhecidos é preciso ter olhos para querer ver, ouvidos para querer ouvir, pois muitos possuem mas não veem, não escutam. Um sorriso se comunica, um olhar transmite muita emoção, os corpos falam e se comunicam e uma linguagem surge, abrindo portas, corações, sorrisos…

A vida te dá muitas oportunidades, ela te mostra que nem tudo são flores e que em cada momento você deve aprender. Um dia você pode estar em uma ilha paradisíaca no outro dia sem teto. Um dia você está na primeira classe e no outro dorme no banco do aeroporto, no outro tem um banquete e no outro come pão com ovo… A cada momento você tem que escolher, e escolher um caminho é renunciar a muitas coisas e não é fácil escolher, não olhar mais para trás.

A felicidade em desvendar esse mundo desconhecido aos poucos vai ficando mais familiar e você começa a ter gratidão por tudo. Meus anjos protetores estão cuidando sempre de mim, dou muito trabalho. A nossa intuição é nosso maior presente, basta escutar.

Saia, converse, pergunte, descubra…. Abra um grande sorriso e se aventure… O mundo não é tão perigoso como as pessoas tanto falam. Eu quis apenas ir ver, com meus olhos, ouvir com meus ouvidos, sentir minhas emoções, tirar minhas próprias conclusões e por fim continuar uma eterna aprendiz…

image

 

Anúncios

Como encontrar um amor indiano

Como encontrar um amor indiano

Cara leitora sei que o título é sugestivo mas já aviso que foi apenas para chamar a sua atenção. Me desculpe, mas aqui não será dada nenhuma fórmula mágica, até porque não existe! Seja um amor indiano ou qualquer outra nacionalidade é simplesmente amor, ele acontece.Depois que o mundo ficou sem fronteiras com a facilidade de comunicação graças à internet cada dia é mais comum pessoas se conhecerem virtualmente e começar um namoro e a partir daí se aventurar em uma relação onde não se conhece quem está do outro lado.

Tantos casos de brasileiras se envolvendo com indianos e muitas vão a esse encontro às cegas em busca de um sonho e acabam sozinhas em um país desconhecido e sem ninguém para recorrer. Sem dinheiro, sem falar a língua, os documentos acabam nas mãos desse homem que você confiava e a história se repete, milhares de mulheres com o emocional abalado e se submetendo a um sofrimento que poderia ser evitado.

O indiano tem aquele olhar doce, boa lábia, ele é muito romântico e intenso em tudo o que faz. Ele sabe te seduzir, te falar coisas bonitas e é tanto romance que você se vê realmente nos filmes de bollywood, com homens perfeitos e conquistadores.

Cada caso é um caso, você pode encontrar sim o seu príncipe encantado, mas como em todo sonho você pode acordar em um pesadelo bem real.

As vezes tanta intensidade acaba levando a uma relação muito ciumenta e possessiva, é preciso ter cuidado e impor limites. Diante de uma cultura tão diferente não é fácil se adaptar a um mundo cheio de tradições.

Você está disposta a ceder? Você está disposta a virar sua vida de cabeça para baixo? Está disposta a recomeçar tudo do zero se for preciso? Você aceitaria atravessar o oceano e viver dentro de costumes tão diferentes do que você nasceu? Longe da sua família e amigos? Se você respondeu sim para todas essas perguntas você realmente está disposta a acreditar e viver esse amor. Se você acha que não enfrentaria isso, então pense mais antes de se envolver com alguém tão diferente do seus costumes.

A família aqui interfere em todas as decisões, porque é ela o que os indianos mais respeitam. Posso dizer que sim, em vários casos um romance pode chegar ao fim devido à família, mas isso depende muito de cada um, há os que enfrentam a família e lutam pelo que acreditam e sentem. Mas na maioria a família nem sabe que você existe e ele fica ai te fazendo promessas. Nada de generalizações ou comparações, há casos e casos como em tudo na vida.

Recebo muitas mensagens de mulheres que se envolvem com indianos, recebendo convites para vir para a Índia. Em primeiro lugar fale para ele vir ao seu país, conhecê-lo aqui ao lado da sua família e amigos é mais seguro. Não se aventure a ir a um país encontrar alguém que você não conhece, sem dinheiro. Não vá dependendo de alguém que você julga conhecer. O príncipe pode virar um mostro e há inúmeros casos de violência, cárcere privado, e depois muitas mulheres não tem como voltar para casa, e ficam nas mãos de um homem que julgava ser boa pessoa. Muitos estão interessados em sair da miséria que vivem, querem dar golpes, querem casar para ter cidadania brasileira. Procure saber mais sobre a pessoa que lhe faz juras de amor. Há inúmeros casos onde o Itamaraty alerta sobre isso. Todo cuidado é pouco. Se você quer ir a Índia não vá dependendo de ninguém. Fique em um hotel e nem de o nome e endereço de onde está.

Tome cuidado e procure seguir sua intuição, se algo lhe parecer suspeito, se você por algum momento tiver dúvidas, preste atenção aos sinais (por mais bobos ou simples que possa parecer). Muitos mentem sim, falam o que não sentem e muitas mulheres acabam envolvidas por algo que não é real.

O amor não possui manual de instruções, não possui fórmula mágica, bola de cristal, horóscopos. Acredito que onde existir amor nada poderá dar errado. O amor só precisa de duas pessoas que acreditem nele. Ceder, dialogar, paciência, boa vontade de ambas as partes, entendimento e respeito.

Que o amor encontre você. Cuidado e fica o alerta.

Namastê