Mumbai: Tem calcinha Fio Dental? Compras Link Road

Mumbai: Tem calcinha Fio Dental? Compras Link Road

Vamos fazer compras? 😂😂😂😂Hoje você acompanha tudo o que aconteceu nessa tarde na Link Road/ Bandra Mumbai.

Vocês vão ver como as pessoas na Índia são curiosas e divertidas. No topo do que mais amo aqui é as pessoas! A espontaneidade e o carinho de todos.

Todos os dias é uma nova experiência. ❤️😍✨🙏🏻

Claro que também estava em um lugar que sempre vou e que conheço. 

Se vocês me virem por aí em alguma foto de Facebook me avisem! 😂😂😂😂🙈😂😂

Espero que gostem. Não se esqueça de dar o gostei para mim. Compartilhe o vídeo com seus amigos, Se junte a nós da Família Namastê Mundo! Se Inscreva no Canal 😍❤️🎥✨
Acompanhe também: 

❤️ Facebook: https://www.facebook.com/namastemundoporjoicegabriela
❤️Instagram: @joicegabriela 

https://www.instagram.com/joicegabriela/

❤️E-mail: joicegabrielabrazil@gmail.com
❤️Blog: https://namastemundoporjoicegabriela.wordpress.com

Estágio na Índia pela Aiesec

Estágio na Índia pela Aiesec

Hoje converso com a Bruna Paola Fagundes Tondolo, brasileira, 25 anos de Canoas/RS, formada em Comércio Exterior. No momento ela está em Pune/estado de Maharashtra, na Índia, em um estágio pela Aiesec. Antes de aceitar esse desafio ela trabalhava no Brasil como agente de viagens por 6 anos mas largou tudo e foi viver uma nova jornada.

Joice Gabriela:
Qual empresa você trabalha em Pune e qual seu cargo?

Bruna: Trabalho na empresa Tata Consultancy Services e meu cargo é: IT Service Desk.

Joice Gabriela: Como surgiu a ideia de fazer esse estágio na Índia?

Bruna: Me inscrevi no portal de vagas da Aiesec e desde o começo as vagas na Índia sempre eram a maioria, então achei que pudesse ser uma boa oportunidade de me desenvolver melhor como pessoa.

Joice Gabriela: Nos conte todo o processo, sites que você usou para achar essa vaga e os documentos necessários para vir a Índia fazendo um estágio. Como você fez? Por onde começar?

Bruna: Bom, eu fiz tudo pela Aiesec que é uma organização mundial. Qualquer pessoa até 31 anos e que preencha alguns pré-requisitos deles, pode fazer um programa como o que estou agora. Eles têm um portal online em que o candidato aplica para as vagas que tem interesse e lá estão todas as informações sobre as vagas (tipo de trabalho, carga horária, salário, benefícios, etc). É muito prático e tem muitas vagas para a Índia. Fiz entrevistas com o coordenador da Aiesec e depois com o coordenador do projeto em que eu trabalho aqui na Tata e eles organizaram todos os documentos necessários. Para tirar o visto a Tata enviou uma carta de aprovação e tive que apresentar meu contrato que eles já haviam enviado por e-mail. No meu caso foi tudo muito rápido pois a vaga precisava ser preenchida com urgência então desde a primeira entrevista até minha chegada na Índia levou 1 mês.

Joice Gabriela: Você está a quanto tempo na Índia? E qual o tempo total do estágio?

Bruna: Estou na Índia há quase 5 meses e o total do programa é de 1 ano.

Joice Gabriela: Como é esse contrato de trabalho?

Bruna: O contrato de trabalho engloba as mesmas tarefas que um funcionário regular da empresa, tenho direito também ao plano de saúde da empresa e a utilizar as dependências comuns da empresa. Trabalho em horário compatível com o horário comercial do Brasil, então faço automaticamente turno da tarde/noite. Ganho 32 mil rúpias por mês mais adicional noturno.

Joice Gabriela: Quais ajudas de custo a empresa fornece? Como é a moradia?

Bruna: A empresa dá transporte sem nenhum desconto no salário e um cartão de alimentação que pode ser utilizado em restaurantes (dentro e fora da empresa). Moro em um apto com mais 5 estrangeiros, o apto tem 3 quartos e 3 banheiros, sala, cozinha e sacada. Temos tudo que é o básico para viver e o condomínio é super tranquilo.

Joice Gabriela: Qual foi sua primeira reação ao chegar na Índia?

Bruna: Bom, eu cheguei na Índia por Mumbai e fiquei bem assustada antes mesmo que o avião tivesse pousado pois as favelas de Mumbai de cima são muito expressivas. No próprio aeroporto o procedimento que eles têm de que só passageiros circulam dentro do aeroporto já me chocou e ao sair de dentro do aeroporto, o calor e os insetos me deram as “boas vindas” heheheh aí me assustei um pouco mais.

Joice Gabriela: Teve muitas dificuldades para se adaptar? Alguma situação complicada desde que chegou na Índia? O que achou mais difícil?

Bruna: A empresa que eu trabalho oferece acomodação em um hotel para as primeiras 2 semanas que chegamos na Índia e no próprio hotel me assustei com a função de balde/caneca no chuveiro para auxiliar no banho. Eu ainda não entendia nada de Índia, então mal sabia para que aquilo ia servir (descobri depois que era para juntar água e guardar para o próximo banho, já que algumas partes da Índia sofrem como racionamento de água). O assédio aqui na Índia é grande para nós estrangeiros, tanto por homens quanto por mulheres, nunca ninguém chegou ao ponto de me tocar ou qualquer violação desse tipo, mas eles olham com excesso (o que no começo faz a gente ficar sem graça, mas depois de alguns meses cansa e ficamos sem paciência para isso). O mais difícil no começo é se adaptar a ver muito lixo pelas ruas, as buzinas por todos os lados é constante e trânsito extremamente caótico.

Bruna no festival Ganesha

Joice Gabriela: Como é o dia-dia no seu trabalho? Como está sendo essa experiência?

Bruna: Como comentei, trabalho no turno da tarde/noite pra fechar com o horário comercial no Brasil, então começo a trabalhar 15h e vou até 00h. A experiência de trabalhar na Tata é muito válida, sempre quis trabalhar em uma empresa grande e esse foi o lugar certo para isso. A empresa é cheia de procedimentos, acessos para todos os lados e muito grande (+- 30 mil funcionários só na planta que eu trabalho).

Joice Gabriela: Que diferenças você percebe no ambiente de trabalho aqui na Índia comparando com o Brasil?

Bruna: Os Indianos são muito capacitados, na vida é possível perceber que o estudo para eles está no topo das prioridades então todos são muito capacitados, porém pelo menos na equipe que eu trabalho vejo que eles têm uma tendência de procrastinar o serviço ou fazer somente quando são cobrados.

Joice Gabriela: Qual o custo de vida médio no lugar que você vive? O seu salário cobre tudo? Ainda dá para economizar algo?

Bruna: Bom, Pune não é uma cidade cara de se morar e eu moro em uma região residencial que possui absolutamente tudo que se precisa para viver sem sair do bairro (restaurantes, mercados, bancos, frutarias, etc). Cada um no apartamento paga 4.600 (quatro mil e seiscentas rúpias). Com o meu salário é tranquilo de viver, pagar aluguel, sair aos finais de semana, me alimentar e guardar um pouco para viajar pelo país.

Bruna conhecendo o Taj Mahal em Agra

Joice Gabriela: Como é a convivência com os colegas do apartamento? Diferentes nacionalidades?

Bruna: Nosso apto é calmo no geral, temos gente de várias partes do mundo, sou eu e mais uma brasileira, um colombiano, uma peruana, uma italiana e uma Africana. Todos nos relacionamos muito bem e somos amigos. Temos escala de limpeza na casa e no geral tudo funciona muito bem.

Joice Gabriela: Você tem dificuldades com o idioma?

Bruna: Estaria mentindo se dissesse que não tenho dificuldade com o Hindi, mas é possível viver tranquilo tendo inglês e aprendendo algumas palavras básicas do idioma dos Indianos. Até mesmo os indianos têm dificuldade para se comunicarem entre eles, pois cada estado possui um dialeto diferente então muitas vezes eles têm que se comunicar em inglês também.

Joice Gabriela: O que mais sente falta do Brasil?

Bruna: Além da minha família é claro, sinto muita falta da comida do Brasil, dos ingredientes para fazer um pãozinho de queijo, quibe, churrasquinho de domingo.

Joice Gabriela: O que você faz nas horas vagas? O que tem na cidade para fazer? Quais lugares você conheceu em Pune e na Índia e que indica…

Bruna: Eu geralmente leio muito aqui, procuro fazer exercícios pra manter a cabeça no lugar e também gosto de explorar os restaurantes da cidade (amo cozinhar e automaticamente comer heheheh) Pune é uma cidade enorme, aqui têm vários templos e fortes legais, os que eu já fui e super recomendo são o Aga Khan Palace e o Singahad Fort. Já fui para Mumbai também, Delhi e Agra. Todos esses lugares possuem particularidades e são muito bacanas, recomendo todas, mas Delhi fica em primeiro lugar com certeza ao meu ver.

Joice Gabriela: O que a Índia te ensinou?

Bruna: Cada dia tenho mais certeza que independente do lugar que estamos, se não olharmos pra dentro de nós mesmos e procurarmos ser pessoas melhores, lugar nenhum vai fazer diferença. Aqui tenho aprendido muito sobre gratidão, sobre humildade, mas principalmente tenho descoberto quem de fato eu sou.

Bruna lindíssima na roupa típica indiana: Saree

Joice Gabriela: Quais seus planos para o futuro depois desse estágio?

Bruna: Já estou procurando algumas oportunidades em outros países, não tenho vontade de voltar ao Brasil, até porque meus planos sempre foram de morar fora mesmo. Não tenho nada definido e para não deixar de viver meu tempo na Índia, resolvi que vou pensar nisso com mais intensidade a partir do meu 6º mês aqui.

Joice Gabriela: Que conselhos você dá para quem quer viver essa experiência?

Bruna: Posso dizer o que disse para eu mesma quando surgiu a oportunidade: vai e se der medo vai com medo mesmo. A ideia de morar fora do Brasil é super bonita no papel e quando pensamos em ir para um país mais desenvolvido que o nosso. Particularmente falando da Índia, as pessoas sempre têm um pré-conceito sobre subdesenvolvimento, sujeira e várias outras coisas, se a sua ideia é ter uma experiência de vida e não só de trabalho, que ajude a mostrar quem você realmente é e ver onde você se encaixa em qualquer lugar do mundo, não pense duas vezes, pois com certeza a experiência irá te surpreender.

Joice Gabriela: Te Agradeço imensamente por essa conversa, muito sucesso na sua vida e em seus próximos projetos. Que o seu depoimento inspire e esclareça algumas dúvidas para quem está querendo fazer um estágio na Índia.
Quem quiser conhecer mais sobre a Bruna, o dia a dia dela em Pune acompanhe o seu Blog: One page of my soul 

Muito obrigada, Namastê🙏🏻❤️

✨❤️Acompanhe também:
❤️🎥You Tube: https://m.youtube.com/c/JoiceGabriela
❤️ Facebook: https://www.facebook.com/namastemundoporjoicegabriela
❤️Instagram: @joicegabriela

https://www.instagram.com/joicegabriela/

❤️E-mail: joicegabrielabrazil@gmail.com
📝🎥❤️Textos e vídeos que podem te ajudar:
📝Quanto custa viajar para a Índia: https://namastemundoporjoicegabriela.wordpress.com/2016/09/14/india-quanto-custa-viajar-para-a-india-r/
🎥Supermercados em Mumbai: https://youtu.be/vS2UMTGroAY
🎥Viajando sozinha para a Índia sendo mulher. É possível?! https://youtu.be/45o619w29aE
📝Índia revista em aeroportos, shopping, hotéis, cinema: https://namastemundoporjoicegabriela.wordpress.com/2016/09/04/india-revista-em-aeroportos-shopping-hoteis-e-cinema/
📝O que não devo fazer na Índia, dicas: https://namastemundoporjoicegabriela.wordpress.com/2016/08/13/india-o-que-nao-devo-fazer-na-india/

Vida de Modelo Na Índia 

Vida de Modelo Na Índia 

Vida de modelo na Índia. No Vídeo falo sobre melhores agências, melhor temporada, perfil da Índia, alimentação, apartamentos, Baladas, parte financeira, desafios da profissão e muito mais… Para quem está indo para sua primeira viagem internacional ou para modelos já no mercado que querem ir pela primeira vez para a Índia. Venha conferir… 🎥😀🙏🏻
Se inscreva no canal🎥✨❤️

Leia e Veja também:
🎥Supermercado em Mumbai: https://namastemundoporjoicegabriela.wordpress.com/2017/01/23/supermercado-em-mumbai-tem-papel-higienico-na-india/
📝Segurança na Índia: https://namastemundoporjoicegabriela.wordpress.com/2016/09/04/india-revista-em-aeroportos-shopping-hoteis-e-cinema/
🎥Viajando sozinha para a Índia sendo mulher é possível: https://youtu.be/45o619w29aE
📝Desafios de morar longe de casa: https://namastemundoporjoicegabriela.wordpress.com/2016/04/17/os-desafios-de-morar-longe-de-casa/
📝A Arte da convivência. 10 dicas de boa convivência: https://namastemundoporjoicegabriela.wordpress.com/2016/04/19/a-arte-de-conviver-10-dicas-de-boa-convivencia/

Acompanhe também: 
❤️🎥You Tube: https://m.youtube.com/c/JoiceGabriela
❤️ Facebook: https://www.facebook.com/namastemundoporjoicegabriela
❤️Instagram: @joicegabriela 

https://www.instagram.com/joicegabriela/
❤️E-mail: joicegabrielabrazil@gmail.com

Tipos de Visto para Indianos vir ao Brasil/ Visa Types for Indians Come to Brazil

Tipos de Visto para Indianos vir ao Brasil/ Visa Types for Indians Come to Brazil

Da mesma forma se o Indiano for vir ao Brasil ele precisa de visto. 
Para saber as categorias de visto clique aqui.

O site da embaixada do Brasil na Índia informa toda a documentação necessária para aplicar para o visto. Para saber toda a documentação necessária clique aqui.
Encaminhe para o seu indiano os links.

Toda a documentação é ele que irá providenciar conforme a indicação da embaixada.

Se for Visto de Turista e ele for ficar na sua casa. Para as que têm dúvida quanto à carta convite segue abaixo um modelo de como fazer a carta.Você mesma pode fazer a carta em inglês e depois ir no cartório.

A carta deve ser redigida no computador, impressa e assinada. Autenticada em cartório brasileiro. Envie ao estrangeiro convidado para que ele possa apresentar quando for solicitar o visto brasileiro.
Anexe e envie junto à carta uma cópia do passaporte ou algum documento de identidade da pessoa brasileira que irá receber o hóspede.

Modelo carta convite: Em Inglês!
Date and Place
(full name of the host)
(full address of the host)
(contact numbers for host)
To Immigration Officer / Consular Officer
To whom it may concern,
I, (name of host), (marital status), (occupation), holder of the Passport XXXXX, residing at (full address), hereby declare to all effects and purposes, that I invite (full name of guest), (nationality), (profession), holder of Passport XXXX and resident at (address) to visit me from XXX to XXX. I’m (friend, uncle, cousin, etc.) of (name of guest) and clarify that (name of guest) will stay at my residense during the entire period of his/her time in (city, country). (name of guest) travels as a tourist and will fund his/her own trip. In attachment, I provide documents that prove my (nationality) or (my regular situation with immigration). I am available for any clarifications that are necessary.
Best Regards,
______________________________
Signature

👉🏻Any question contact:  brasemb.newdelhi@itamaraty.gov.br
❤️🙏🏻Acompanhe também
❤️🎥You Tube: https://m.youtube.com/c/JoiceGabriela
❤️ Facebook: https://www.facebook.com/namastemundoporjoicegabriela
❤️Instagram: @joicegabriela 

https://www.instagram.com/joicegabriela/
❤️E-mail: joicegabrielabrazil@gmail.com

Tipos de Visto para a Índia

Tipos de Visto para a Índia

Para ir para a Índia temos vários tipos de visto e para cada categoria uma documentação específica e taxas diferentes! Temos os seguintes tipos de visto: 

e-turismo, turismo, negócios, trabalho, conferência, pesquisa, estudante, entrada, trânsito, jornalista. 

Aqui está  o site da embaixada da India para você ver qual modalidade você se enquadra e qual visto você vai aplicar.

Se não tiver muita experiência em preencher formulários ou quer evitar burocracias vá em uma agência de vistos na sua cidade que faça esse serviço e assim você pode evitar preencher algo incorretamente ou ir faltando algum documento.

http://indianembassy.org.br/servicos-consulares/vistos/
Boa Viagem, Namastê. ❤️🙏🏻

Acompanhe também

❤️🎥You Tube: https://m.youtube.com/c/JoiceGabriela
❤️ Facebook: https://www.facebook.com/namastemundoporjoicegabriela
❤️Instagram: @joicegabriela 

https://www.instagram.com/joicegabriela/
❤️E-mail: joicegabrielabrazil@gmail.com

Supermercado em Mumbai. Tem papel Higiênico na Índia?

Supermercado em Mumbai. Tem papel Higiênico na Índia?

A primeira vez que fui para a Índia (quase 3 anos atrás) me preparei para o pior. Li em alguns blogs que nem papel higiênico ia encontrar. Mas no fim vi que tudo isso é um grande exagero!Na Índia, principalmente em Mumbai onde moro encontra-se de tudo! Tem momentos que até esqueço que estou na Índia.

Sabe esses hiper mercados como Carrefour e Wallmart. Então, encontra-se aqui também, com outros nomes claro. Mas uma infinidade de possibilidades.

Supermercados de 2, 3 andares. Opções para casa, cozinha, banheiro, bebê, animais de estimação e produtos alimentícios e de higiene. Dentro de shoppings e nas ruas.

Em cada esquina você vai encontrar um mercadinho menor, que também vai vender de tudo, no vídeo mostro um deles… E também você encontra as famosas bancas de frutas e verduras espalhadas em cada esquina.

Encontro aqui: minha mozzarella, arroz integral, arroz normal, feijão, absorvente, Ob (absorvente interno), sal do himalaia ou sal rosa, açúcar mascavo, pães maravilhosos, queijos, carne, aveia Quaker, tang aquele suco artificial (prefiro comprar as frutas e fazer o suco natural, é mais saudável). Sorvete Kibon, Haagen-Dazs, Ferrero rocher. Enfim… Alguns dos exemplos de produtos que você pode encontrar. Tudo isso encontro com facilidade.

Aqui fico surpresa. Alguma vez você já foi em uma farmácia do Brasil comprar frango? Macarrão? Hahha na cidade do Brasil onde moro, Goiânia, não existe isso não. Farmácia encontra-se remédios óbvio, produtos de higiene pessoal, alguns chocolates, barra de cereal, sorvete e só!

Aqui não. Vou em uma farmácia! Sim, farmácia aqui que funciona 24horas! Isso mesmo, 24 horas e posso comprar frango, batata frita, iogurte, macarrão, molho de tomate, chá, café, enfim… Em uma farmácia! Tá bom pra você?! No início foi uma ótima surpresa e amo, facilita muito a vida. Só a Índia mesmo para me surpreender tanto. Nunca vi isso em nenhum país que visitei.

Aqui entregas a domicílio é algo muito natural. As vezes se quero um leite, um frango, uma comida, uma pizza, é só ligar que tudo chega em casa.

Sem contar o anjo de porta em porta. É um Senhor que passa sempre a noite vendendo suas mercadorias. Ele tem também várias coisinhas urgentes, que sempre compramos como pão, ovos, bolo de chocolate. As vezes você chega cansada e esquece de comprar algo e como mágica ele toca a campainha na sua porta, fala se não é um anjinho. Amo também, ajuda muito e como ele tem vários espalhados pela Índia.

Anjo de porta em porta

Sem contar os aplicativos online. Se não quero sair de casa para fazer compras faço online mesmo, e adoro, muito prático, o valor da entrega é baixo, você programa o dia que quer que seja feito a entrega. Pode pagar em cartão, em dinheiro, e você escolhe tudo online, por fotos. Os mercados aqui estão sempre cheios, evito trânsito, poupo tempo, compro a noite e programo a entrega para o dia seguinte. Perfeito! Os meus favoritos é o bigbasket e o naturebasquet. (Tem em várias cidades na Índia.)


Aliás esse supermercado é maravilhoso (Naturebasquet), você encontra opções variadas de produtos naturais, produtos importados, legumes, frutas e verduras frescas. Até orgânicos se você preferir. Uma opção vasta de uma Índia moderna.

 

http://m.naturesbasket.co.in/index.aspx
Se você for em uma loja de beleza, como tem várias aqui você vai ficar louca e perdida, várias marcas, as mesmas que usamos, famosas como Loreal, Nívea, Vaseline, Olay, Tudo você encontra. Sem contar a infinidade de cosméticos maravilhosos, produtos naturais, ayurvédicos de marcas locais.

Não sei porque as pessoas tem tanto o que falar da Índia. É um país normal, em algumas áreas até bem mais avançada do que muitos lugares, com opções baratas seja para compras, dentista, médico… Então o que seria um papel higiênico? Nada! 

  
Você encontra de vários aromas e marcas, como você preferir. Já ouviu aquele ditado: gosto é igual o cú, cada um tem um! Então, bem isso, gostos variados, ofertas para todos os gostos exóticos. Exótico é uma palavra bonita mas que bota medo, mas depois você apenas percebe que é diferente. Mas no momento que você aceitou sair da sua casa, aceite o diferente, experimente, se invente! Enfim, abra seus horizontes e pare um pouco de falar do caos. Sim, ele está lá. Mas ao mesmo tempo você pode viver em uma outra realidade, em ambientes requintados que nada lembra tanta miséria mostrada de uma Índia parada no tempo. Sim, existe esse lado também, bem triste. Mas existe um outro lado de uma Índia abundante, rica, divertida e cheia de oportunidades e novidades para conhecer.

Muito cuidado com o que você lê por aí.

Sim é verdade, alguns banheiros você não vai encontrar papel higiênico, tenha sempre um na sua bolsa.

Se for muito neurótica, tenha também o seu álcool em gel, no início até usava, mas agora estou como eles, joga para Ganesha, imunidade adquirida hahaha

Os banheiros das estradas nas viagens é sim no chão. Vai ter que agachar. Isso serve para você valorizar o seu banheiro limpo, água quente, descarga automática quando estiver em um, pois milhares de pessoas na Índia não tem sequer o básico. Muitos têm banheiros coletivos, ou fazem suas necessidades nas ruas mesmo, colocando a bunda nas janelas dos trens. Em beiras de estradas, existe uma realidade que você talvez desconheça. Mas nas casas, restaurantes, hotel, tudo assento normal, não tenha medo, a Índia não é tão assim do outro mundo. E se tiver que agachar, agache (se você tiver alguma restrição médica, não vá se aventurar em viagens pelo interior da Índia. Fique nos grandes centros). Se tiver que comer com a mão de vez em quando, numa comida de rua, coma, está tudo bem. Dance conforme a música. Se quiser um restaurante internacional com aquela mesa posta de vários talheres e etiqueta, tudo bem, tem também… Seu bolso podendo pagar maravilha, você vai ser feliz.

Não é vergonha nenhuma querer coisas boas, porque é ótimo o conforto. Quem não gosta?!

Nas adversidades é preciso sabedoria, e nos momentos de prazer aproveite, porque tudo passa… Momentos…

Não se assuste, riqueza e pobreza andam juntas por aqui. Mas o que nunca podemos ter é a pobreza de espírito.

Boa viagem e boas compras.
Namastê 🙏🏻❤️
Acompanhe também
❤️ Facebook: https://www.facebook.com/namastemundoporjoicegabriela

🎥❤️You Tube: https://m.youtube.com/c/JoiceGabriela

❤️Instagram: @joicegabriela  https://www.instagram.com/joicegabriela/

❤️E-mail: joicegabrielabrazil@gmail.com

Críticas construtivas/ Críticas destrutivas

Críticas construtivas/ Críticas destrutivas

É triste e lamentável como a internet se tornou um campo de guerra, um lugar sem respeito e sem consideração e amor ao próximo. Não falo apenas sobre o que acontece é já aconteceu no meu canal, mas sobre tudo o que observo nos que acompanho, em páginas da internet, em perfis pessoais.Tirei essas definições da internet: “Haters é uma palavra de origem inglesa e que significa “os que odeiam” ou “odiadores” na tradução literal para a língua portuguesa. O termo hater é bastante utilizado na internet para classificar algumas pessoas que praticam “bullying virtual” ou “cyber bullying”. Bullying é utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos, causando dor e angústia e sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.”

 É fácil fazer um perfil falso, não mostrar o rosto e sair por aí destilando veneno, ofendendo e magoando as pessoas por nada.

Ou mesmo pessoas com perfil verdadeiro, sem um pingo de noção ou amor ao próximo.

Claro que todos temos nossas opniões é por isso que a diversidade é tão bonita, seria muito chato se todos pensassem igual. Mas diversidade não significa falta de respeito e educação.

 Posso sim discordar de uma opinião, mas há maneiras e maneiras de se dizer à minha forma de ver o mundo, e essa forma tem que ser cuidadosa e com carinho. 

Julgar é fácil, apontar o dedo é fácil, mas estender a mão são poucos que fazem. Não há juízes da vida, ninguém é o dono da verdade e também o certo e o errado pode ser apenas uma questão de perspectiva.

Hoje o mundo precisa de maior empatia. Que é se colocar no lugar do outro.

Não podemos sair acusando, xingando, desmerecendo, fazendo piadinhas e sendo preconceituosos. Sendo tão pequenos. 

Muitas pessoas não pensam antes de dizer, de escrever. Ninguém é melhor que o outro, ninguém é mais esperto ou mais inteligente. Apenas nossas experiências e visões de mundo são diferentes. Posso as vezes achar algo muito óbvio, mas para outra pessoa pode ser algo novo e vice-versa. Estamos sempre aprendendo e um dia sem aprender é um dia desperdiçado. Estamos aqui para aprender juntos, trocar, agregar, construir e nos transformarmos no melhor que podemos ser. Cada um no seu tempo, cada um no seu ritmo. Se todos se unirem, todos podem chegar juntos.

O mundo já tem críticos demais! Precisamos de mais amor, de pessoas positivas, construtivas, compreensivas. Precisamos de maior compaixão.

Claro que ninguém gosta de ouvir críticas, mas precisamos delas para crescer. Viver apenas de elogios pode nos deixar talvez sem vontade de melhorar. É muito bom ouvir uma crítica construtiva, saber que alguém quer te ver crescer e apontar uma maneira de você poder se desenvolver e fazer melhor. Agora pessoas maldosas que não sabem o valor de nada, essas pessoas podem estar destruindo sonhos. Destruindo a auto estima e talvez marcando para sempre de forma negativa a vida de alguém.

Se você leu algo, viu um vídeo, foi a um show, viu um filme, foi atendido por alguém, comprou algo… Enfim… Não importa em que área você trabalhe, mas você sabe que você está dando o seu melhor. Antes de criticar, julgar e crucificar alguém saiba que essa pessoa dedicou tempo, energia e procurou dar o seu melhor, dentro das suas possibilidades naquele momento para te oferecer o melhor.

Se você sabe sobre determinado assunto, agregue. Se tiver que fazer uma crítica que seja respeitosa, procure utilizar a técnica do sanduíche: comece com um elogio, sobre algo que você gostou, depois faça a crítica e encerre com um elogio. Dessa maneira a pessoa não vai se sentir ofendida e pelo contrário isso vai geral nela uma motivação em fazer melhor.

Como já disse Domingos Pascoal: “Quantas ideias fantásticas, sonhos não realizados, projetos sequer iniciados, impedidos de nascer ou nascidos natimortos, simplesmente pelo temor de uma observação maldosa, de um cerceamento, de uma crítica gratuita?”

Nunca tenha medo de sonhar e ousar. Nunca tema em tentar algo novo. Nunca tema ser você mesmo. Mas devemos ter atenção e cuidado ao Tocar o Mundo do Outro, um mundo que desconheço, que não sei que caminhos aquela pessoa percorreu…
Namastê 🙏🏻❤️
✨Acompanhe também: 

❤️ Facebook: https://www.facebook.com/namastemundoporjoicegabriela
❤️Instagram: @joicegabriela https://www.instagram.com/joicegabriela/
❤️🎥You Tube: https://m.youtube.com/c/JoiceGabriela
❤️E-mail: joicegabrielabrazil@gmail.com